Wednesday, March 28, 2018

Photos: MENHIR / Anta da Barragem da Tapada Grande

 Click in the pictures, for open the photos
 


This INFO is only in: PORTUGUESE


Designação Barragem romana da Tapada Grande

Outras Designações / Pesquisas Barragem da Tapada Grande / Açude da Tapada Grande / Barragem Romana da Tapada Grande / Açude da Tapada Grande *1

Categoria / Tipologia Arqueologia / Barragem

Divisão Administrativa Portalegre / Castelo de Vide / Nossa Senhora da Graça de Póvoa e Meadas

Endereço / Local Tapada Grande, Meada

Situação Actual Classificado

Categoria de Protecção Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia Decreto n.º 67/97, DR, I Série-B, n.º 301, de 31-12-1997

Nota Histórico-Artistica Construída durante o período romano, a "Barragem da Tapada Grande" está localizada num terreno de pastagem com oliveiras e sobreiros.
Constituída por um muro de alvenaria em opus incertum, de pouco mais de meio metro de espessura, esta estrutura foi erguida numa depressão existente entre duas elevações observadas no sobredito terreno, tendo sido reforçada a jusante por um maciço de secção triangular, actualmente bastante deteriorado. Composto de uma amurada de planta quase rectilínea, este monumento destinava-se à captação de águas pluviais, funcionando, por isso, na sua origem, como açude para fins agrícolas.
Nas imediações da barragem foram registados diversos indícios materiais que parecem confirmar uma certa continuidade registada nas actividades humanas desenvolvidas nesta área durante o período romano e medieval, designadamente em termos agrícolas e funerários, estes últimos evidenciados nas características sepulturas escavadas na rocha. [AMartins]



Bibliografia

Título "Aproveitamentos Hidráulicos Romanos a Sul do Tejo. Contribuição para a sua inventariação e caracterização"
Local Lisboa
Data 1986
Autor(es) CARDOSO, João

Título "Carta Arqueológica do Concelho de Castelo de Vide"
Local Lisboa
Data 1975
Autor(es) RODRIGUES, Maria da Conceição Monteiro

Título "Roman Portugal"
Local Warminster
Data 1988
Autor(es) ALARCÃO, Jorge Manuel N. L.

“http://www.patrimoniocultural.gov.pt”
 

Photos: MENHIR / Anta dos Olheiros

Click in the pictures, for open the photos
 


This INFO is only in: PORTUGUESE


Designação Anta dos Olheiros

Outras Designações / Pesquisas Anta dos Olheiros

Categoria / Tipologia Arqueologia / Anta

Divisão Administrativa Portalegre / Castelo de Vide / Santa Maria da Devesa

Endereço / Local Tapada da Marmelada, ou da Moita, Vigia de Olheiros

Situação Actual Classificado

Categoria de Protecção Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia Decreto n.º 67/97, DR, I Série-B, n.º 301, de 31-12-1997

Nota Histórico-Artistica Monumento funerário megalítico, a "Anta dos Olheiros" está situada de forma isolada numa zona rural na margem direita do rib.º d'Ante, e terá sido erguida em pleno Neo-Calcolítico.
Dos sete esteios que comporiam originalmente a câmara sepulcral de planta poligonal irregular, apenas um se apresenta inteiro, restando dos outros seis tão somente as respectivas bases, aparentemente in situ.
Do primitivo corredor, de pequenas dimensões e orientado a nascente, chegaram até nós apenas as bases dos dois primeiros esteios.
Apesar de o monumento se encontrar bastante degradado, são ainda visíveis alguns vestígios da demarcação da mamoa - ou tumulus - original. [AMartins]


Bibliografia


Título "Carta Arqueológica do Concelho de Castelo de Vide"
Local Lisboa
Data 1975
Autor(es) RODRIGUES, Maria da Conceição Monteiro

Título "Monumentos megalíticos da bacia hidrográfica do Rio Sever, IBN MARUÁN"
Local Marvão
Data 1997
Autor(es) OLIVEIRA, Jorge de

“http://www.patrimoniocultural.gov.pt”
 


Photos: MENHIR / Anta 4 dos Coureleiros

Click in the pictures, for open the photos
 


This INFO is only in: PORTUGUESE


Designação Anta dos Coureleiros V

 Outras Designações / Pesquisas Anta 5 dos Coureleiros / Anta dos Coureleiros V

Categoria / Tipologia Arqueologia / Anta

Divisão Administrativa Portalegre / Castelo de Vide / Santiago Maior

Endereço / Local Sítio dos Coureleiros, Coureleiros

Situação Actual Classificado

Categoria de Protecção Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia Decreto n.º 67/97, DR, I Série-B, n.º 301, de 31-12-1997

Nota Histórico-Artistica Inserido no contexto da denominada "Necrópole Megalítica dos Coureleiros", a "Anta dos Coureleiros V" situa-se junto a um muro que divide uma propriedade rural da freguesia de Santiago Maior.
Apesar de se apresentar bastante danificado e descaracterizado, este monumento megalítico erguido entre os 4.º e 3.º milénios a. C. possui câmara sepulcral composta de sete esteios graníticos, dos quais apenas três chegaram até nós inteiros e de pé. Embora tombado e apoiado sobre alguns esteios, o chapéu ainda se encontra completo.
Do corredor orientado a Sudeste são actualmente visíveis dois dos seus primitivos esteios. Entretanto, o muro construído recentemente atravessou esta estrutura pré-histórica pelo lado da entrada do corredor, pelo que os respectivos esteios foram artificialmente separados do restante monumento. [AMartins]


Bibliografia

Título "Die Megalithgraber der Iberischen Halbinsel: der Westen, Madrider Forschungen"
Local Berlim
Data 1959
Autor(es) LEISNER, Vera, LEISNER, Georg Klaus

Título "Carta Arqueológica do Concelho de Castelo de Vide"
Local Lisboa
Data 1975
Autor(es) RODRIGUES, Maria da Conceição Monteiro

Título "Portugal, 1001 sights an archaeological an historical guide (University of Calgary, Alberta, Canadá)"
Local London
Data 1994
Autor(es) ANDERSON, James M., LEA, M. Sheriden

Título "O megalitismo no concelho de Castelo de Vide , Actas das 1ªs Jornadas de Arqueologia do Nordeste Alentejano"
Local Coimbra
Data 1987

“http://www.patrimoniocultural.gov.pt”
 





Tuesday, March 27, 2018

Photos: MENHIR / Anta 1 dos Coureleiros

 
 
GOOGLE MAPS: OPEN MAP


This INFO is only in: PORTUGUESE


Designação  Anta dos Coureleiros I

Outras Designações / Pesquisas Anta 1 dos Coureleiros / Anta dos Coureleiros I

Categoria / Tipologia Arqueologia / Anta

Divisão Administrativa Portalegre / Castelo de Vide / Santiago Maior

Endereço / Local Sítio dos Coureleiros, Coureleiros

Situação Actual Classificado

Categoria de Protecção Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia Decreto n.º 67/97, DR, I Série-B, n.º 301, de 31-12-1997

Nota Histórico-Artistica Pertencendo ao conjunto de cinco sepulcros designado por "Necrópole Megalítica de Coureleiros", a "Anta dos Coureleiros I" encontra-se implantada de modo isolado numa zona de pastagens e sobreiros.
Apesar de se encontrar bastante degradada, ainda são visíveis três dos sete esteios graníticos que comporiam originariamente a câmara sepulcral, dos quais apenas um se apresenta inteiro e inclinado para o interior do espaço correspondente à antiga câmara. Quanto aos outros dois, eles encontram-se partidos praticamente ao nível da sua base.
Do primitivo e relativamente curto corredor, orientado a nascente, foi apenas possível assinalar a localização dos alvéolos de fixação dos quatro esteios originais, hoje, infelizmente, desaparecidos.
Embora quantitativamente mais modesto, o espólio encontrado neste monumento do Neo-Calcolítico aproxima-se de forma notória do registado noutras estruturas megalíticas pertencentes à "Necrópole Megalítica de Coureleiros", e do qual fazem parte, grosso modo, para além de material cerâmico, alguns exemplares de contas de colar, pontas de seta e de placas de xisto, significativamente representadas neste caso específico. [AMartins]


Bibliografia


Título "Carta Arqueológica do Concelho de Castelo de Vide"
Local Lisboa
Data 1975
Autor(es) RODRIGUES, Maria da Conceição Monteiro

Título "Portugal, 1001 sights an archaeological an historical guide (University of Calgary, Alberta, Canadá)"
Local London
Data 1994
Autor(es) ANDERSON, James M., LEA, M. Sheriden

Título "O megalitismo no concelho de Castelo de Vide , Actas das 1ªs Jornadas de Arqueologia do Nordeste Alentejano"
Local Coimbra
Data 1987

“http://www.patrimoniocultural.gov.pt”
 

Photos: MENHIR / Anta do Tapadão da Relva

 


This INFO is only in: PORTUGUESE

 
Designação Anta do Tapadão da Relva

Outras Designações / Pesquisas Anta do Tapadão da Relva
Categoria / Tipologia Arqueologia / Anta
Divisão Administrativa Portalegre / Castelo de Vide / São João Baptista
 
Endereço / Local Monte da Relva, Tapado da Relva / Cabeço da Gestora / Tapado do Aleixo
 
Situação Actual Classificado
 
Categoria de Protecção Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público
 
Cronologia Decreto n.º 67/97, DR, I Série-B, n.º 301, de 31-12-1997
 
Nota Histórico-Artistica Implantado isoladamente numa zona de pastagem e carvalhos, a "Anta do Tapadão da Relva" foi erguida em pleno Neo-Calcolítico. Construída com esteios e lajes de granito, a câmara funerária, de planta poligonal alongada, é formada por sete grandes esteios, dos quais apenas um se encontra inteiro, embora evidencie uma grande linha de fractura sensivelmente a meio da sua altura acima do solo. Da primitiva mesa - ou chapéu -chegou até nós apenas uma parte, que assenta sobre três destes esteios.
O corredor, com cerca de quatro metros de comprimento, abre-se a nascente e é constituído por seis esteios de grandes dimensões acentuadamente inclinados para o interior - dois do lado direito e quatro do lado esquerdo - e duas lajes de cobertura, das quais apenas uma se encontra in situ, à entrada da câmara. Além destes elementos, são ainda visíveis três pilares graníticos de configuração paralelepipédica, possivelmente para suporte da cobertura, dois dos quais à entrada da cobertura e o terceiro do lado esquerdo da entrada da câmara.
Embora pouco destacada no terreno, ainda é possível distinguir a mamoa e algumas das pedras que a sustentariam e circundam todo o monumento. [AMartins]

Bibliografia

 

Título "Carta Arqueológica do Concelho de Castelo de Vide"
Local Lisboa
Data 1975
Autor(es) RODRIGUES, Maria da Conceição Monteiro

Título "Materiais arqueológicos da região de Castelo de Vide, Actas do 1º Encontro de História Regional de Local do Distrito de Portalegre"
Data 1987

“http://www.patrimoniocultural.gov.pt”

Photos: MENHIR / Anta do Porto Aivado

 


This INFO is only in: PORTUGUESE


Designação Anta do Porto Aivado

Outras Designações / Pesquisas Anta do Porto Alvado / Anta do Porto Aivado / Anta do Porto Alvado

Categoria / Tipologia Arqueologia / Anta

Divisão Administrativa Portalegre / Castelo de Vide / Santa Maria da Devesa, Porto Aivado

Situação Actual Classificado

Categoria de Protecção  Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia Decreto n.º 67/97, DR, I Série-B, n.º 301, de 31-12-1997

Nota Histórico-Artistica Construída em pleno Neo-Calcolítico, a "Anta do Porto Aivado" situa-se numa colina de pronunciado domínio sobre a paisagem circundante, pontuada pela presença de pastagens, oliveiras e sobreiros.
Da primitiva câmara sepulcral, são actualmente apenas visíveis os vestígios de três dos prováveis esteios que a perfaziam, pois o estado de ruína em que o monumento se encontra dificulta seriamente a leitura integral desta estrutura funerária megalítica. Torna-se, do mesmo modo, difícil inferir a existência de um corredor na sua origem, mesmo que os indícios registados nos finais dos anos oitenta pareçam apontar para a presença de uma mamoa - ou tumulus -, que cobriria na totalidade este sepulcro pré-histórico. [AMartins]


Bibliografia

Título "Die Megalithgraber der Iberischen Halbinsel: der Westen, Madrider Forschungen"
Local Berlim
Data 1959
Autor(es) LEISNER, Vera, LEISNER, Georg Klaus

Título "O megalitismo no concelho de Castelo de Vide , Actas das 1ªs Jornadas de Arqueologia do Nordeste Alentejano"
Local Coimbra
Data 1987

“http://www.patrimoniocultural.gov.pt”

Photos: PRAMCV - PROJECTO ARQUEOLOGIA


PRAMCV (website)
 


Photos: MENHIR / Anta do Cerejeiro




This INFO is only in: PORTUGUESE


Designação Anta do Cerejeiro

Outras Designações / Pesquisas Anta do Cerejeiro
 
Categoria / Tipologia Arqueologia / Anta
 
Divisão Administrativa Portalegre / Castelo de Vide / Santiago Maior
 
Endereço / Local Cerejeiro e Covões

Situação Actual Classificado
 
Categoria de Protecção Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público
 
Cronologia Decreto n.º 67/97, DR, I Série-B, n.º 301, de 31-12-1997
 
Nota Histórico-Artistica Classificada em 1997 como "Imóvel de Interesse Público", a "Anta do Cerejeiro" está implantada de modo isolado nas imediações do Monte do Cerejeiro, na margem esquerda da rib.ª de S. João, numa zona de regadio e sequeiro.
Edificado em pleno Neo-Calcolítico, este monumento sepulcral megalítico encontra-se, porém, em avançado estado de ruína, não tendo sido registado, até ao momento, quaisquer indícios reveladores da existência do primitivo corredor e da mamoa - ou tumulus. Na verdade, os únicos testemunhos desta estrutura pré-histórica resumem-se, tão sómente, às bases de dois esteios graníticos cravados in situ. [AMartins]

 
 
Bibliografia

Título "Carta Arqueológica do Concelho de Castelo de Vide"
Local Lisboa
Data 1975
Autor(es) RODRIGUES, Maria da Conceição Monteiro
 
Título "Monumentos megalíticos da bacia hidrográfica do Rio Sever, IBN MARUÁN"
Local Marvão
Data 1997
Autor(es) OLIVEIRA, Jorge de
“http://www.patrimoniocultural.gov.pt”
 

Photos: MENHIR / Anta 2 do Alcogulo




This INFO is only in: PORTUGUESE


Designação Anta do Alcogulo II

Outras Designações / Pesquisas Anta 2 do Alcogulo / Anta do Alcogulo II

Categoria / Tipologia Arqueologia / Anta

Divisão Administrativa Portalegre / Castelo de Vide / São João Baptista

Endereço / Local - na Coutada de Alcogulo, Alcogulo / Marrada

Situação Actual Classificado

Categoria de Protecção Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia Decreto n.º 67/97, DR, I Série-B, n.º 301, de 31-12-1997 (ver Decreto)

Nota Histórico-Artistica Localizado de forma relativamente isolada num terreno de pastagens rodeado de carvalhos e sobreiros na margem esquerda da Rib.ª de Nisa, este monumento funerário megalítico terá sido erguido entre o Neolítico e o Calcolítico.
A ampla câmara sepulcral, de planta poligonal, é composta de sete esteios graníticos de grande espessura (dos quais apenas um se encontra fracturado), ainda bastante bem cravados no solo e com uma altura máxima que não ultrapassará o metro e meio. Encontram-se todos inclinados para o interior da câmara, sobretudo devido à ausência do chapéu - ou tumulus que lhe conferia consistência e apoio.
Do primitivo e estreito corredor, com cerca de seis metros de comprimento e localizado a Este, chegaram até aos nossos dias apenas três dos esteios que perfaziam a fiada Norte e dois dos que formavam o alinhamento Sul. Sobre os dois primeiros esteios fincados junto à entrada da câmara ainda é visível um dos primordiais elementos da respectiva cobertura.
Foram encontrados bastantes vestígios correspondentes à primitiva mamoa que cobriria todo este monumento pré-histórico, que terá sido parcialmente destruída durante o desaterro efectuado durante a edificação da linha de caminho de ferro do ramal de Cáceres. [AMartins]
 

Bibliografia

Título "Die Megalithgraber der Iberischen Halbinsel: der Westen, Madrider Forschungen"
Local Berlim
Data 1959
Autor(es) LEISNER, Vera, LEISNER, Georg Klaus

Título "Carta Arqueológica do Concelho de Castelo de Vide"
Local Lisboa
Data 1975
Autor(es) RODRIGUES, Maria da Conceição Monteiro

Título "Descripção de alguns dolmens ou Antas de Portugal"
Local Lisboa
Data 1868
Autor(es) COSTA, Francisco A. Pereira da

Título "Portugal, 1001 sights an archaeological an historical guide (University of Calgary, Alberta, Canadá)"
Local London
Data 1994
Autor(es) ANDERSON, James M., LEA, M. Sheriden

Título "O megalitismo no concelho de Castelo de Vide , Actas das 1ªs Jornadas de Arqueologia do Nordeste Alentejano"
Local Coimbra
Data 1987

Título "Materiais arqueológicos da região de Castelo de Vide, Actas do 1º Encontro de História Regional de Local do Distrito de Portalegre"
Data 1987

Título "Monumentos megalíticos da bacia hidrográfica do Rio Sever, IBN MARUÁN"
Local Marvão
Data 1997
Autor(es) OLIVEIRA, Jorge de
“http://www.patrimoniocultural.gov.pt”